sábado, 19 de fevereiro de 2011

Lixo Extraordinário

Para onde vai o lixo?




Lixo Extraordinário é um documentário de Vick Muniz, artista plástico brasileiro, radicado no exterior (Nova York), portanto é um filme brasileiro feito em parceria com o Reino Unido. Foi indicado ao Oscar de melhor documentário.
Estou enfatizando brasileiro porque temos o costume de não valorizar as produções nacionais, visto que o filme já saiu de cartaz e antes de ser retirado do circuito, estava sendo exibido somente em uma sala e apenas em um horário.
Qual é o critério utilizado para saber se um filme "merece" ser exibido em larga escala? Eu sei que a indústria cinematográfica movimenta bilhões de dólares e que os critérios de distribuição das fitas são complexos (financeiros), mas estou indignada com o descaso nacional pela obra de arte que é o Lixo Extraordinário.
Feito o desabafo... O filme transforma lixo em arte, porém o mais importante do filme é que pela arte ele transforma as pessoas.
Atualmente Vick Muniz é um dos artistas brasileiros com mais prestígio no exterior. É conhecido por produzir fotografias que reproduzem imagens artísticas usando materiais inusitados como açúcar, chocolate, lixo, diamantes, poeira e outros. Além deste currículo, ele é um ser iluminado. Somente pessoas iluminadas saem da sua zona de conforto para ajudar o próximo.
Lixo Extraordinário é a história deste artista plástico que teve a idéia de trabalhar junto com a comunidade do aterro do Jardim Gramacho- RJ (um dos maiores aterros sanitários do mundo) promovendo arte, beleza, através do lixo, ou melhor, material reciclável. A idéia original do documentário era essa, mas o resultado foi outro: o resultado transcende a beleza da arte, o resultado é a possibilidade concreta que podemos melhorar o mundo.
Fiquei extremamente emocionada, sensibilizada pelo filme e profundamente constrangida pelo meu lixo...

Obs: Lixo Extraordinário teve 1/3 da produção feita pelo Brasil e 2/3 feita pelo Reino Unido e quando um filme é indicado ao Oscar, o que conta é o produtor marjoritário. E daí? A maior parte do filme foi rodada no Brasil e retrata nossa pobreza.
Vick Muniz se aproveitou da miséria alheia para se promover? Acho isso irrelevante.

17 comentários:

  1. Vick Muniz quis mostrar a realidade do Brasil,vivemos em um país DEMOCRÁTICO, porém, não temos liberdade de expressão. A realidade é encoberta pelas emissoras e internet.
    Esse documentário é maravilhoso, pois nos mostra como o Brasil é POBRE e vivemos iludidos com carnavais e festas.

    ResponderExcluir
  2. Esse trabalho é maravilhoso, nunca vi nada igual.
    Quando assisti o documentário pensei: "onde será isso meu Deus, não é no Brasil".

    ResponderExcluir
  3. Olá Mari,
    Muito obrigada pelo seu comentário. Enriqueceu a discussão.
    Abraço,
    Solange

    ResponderExcluir
  4. pow e olha que eu morava la perto e não sabia o qual grande é a extensão do lixão de jardim gramacho

    ResponderExcluir
  5. eu achei super interessante...poxa to fazendo um trabalho agora sobre isso...........

    ResponderExcluir
  6. eu fiqueei supeer emocionada com o filme, pois ele mostra que com o lixo podemos transformar o mundo, e não só o mundo mais sim as pessooas...

    ResponderExcluir
  7. Esse filme é praticamente uma denúncia de alguns dos vários problemas socias q existem no brasil hoje... Fiquei muito emocionado quando vio esse filme na sala de aula com meus colegas,confesso q me deu água nos olhos.Muito bom mesmo.

    ResponderExcluir
  8. Estou casada há 23 anos e meu marido sempre foi meu companheiro de cinema. Foi a primeira vez que ele chorou no cinema e para mim essa foi a maior prova da grandiosidade desse filme.

    ResponderExcluir
  9. oi solange preciso de sua ajude para poder realizar um trabalho de escola preciso saber onde eu consigo realizar o donwload do filme

    ResponderExcluir
  10. Vick Muniz é fantástico, criando essas obras de arte, suas ideias são fascinantes, o trabalho dele transforma vidas e pessoas, e nos da consciência de saber fazer o que é certo, onde aprendemos a ter responsabilidade e acima de tudo, respeitar nosso mundo.

    ResponderExcluir
  11. Acho esse um trabalho sensacional, não somente pelas obras de arte criadas a partir de um material tão inusitado e tão comum da realidade de todos nos, mas pela forma como feito, mostra como pessoas bem intencionadas (propósito de Deus) e com gestos até certo ponto simples podem fazer coisas grandes e mudar a vida de muita gente que parecia estar ali esperando uma oportunidade.

    ResponderExcluir
  12. bom eu fiquei chocada vendo essas passoas trabalhando num aterro espostas a um monte de doenças bom devia ter medicos lá ne ou entao elas devian usar mascaras de protesao eo alguma coisa sa mexe governo se mexe

    ResponderExcluir
  13. esse filme é muito bom,e é a prova de que o sonho pode se tornar realidade!!

    ResponderExcluir
  14. É muito bom mesmo! ;-) Nunca vi,mas já sei que é bom! kkkkkkkk...

    ResponderExcluir
  15. Todas as vezes que o utilizo em aulas os alunos ficam calados com tamanha pobreza. Boas discussões. O filme tem o poder de faze-los pensar seriamente na vida que levam e como se relacionam com o consumo.

    ResponderExcluir
  16. Vi o filme e achei extraodinaria a ideia de Vick Muniz retratar o lixo fazendo pinturas dos trabalhadores do proprio lixo!

    ResponderExcluir
  17. Olá Solange. Amei a sua publicação sobre o filme. Hoje tenho que fazer uma apresentação sobre o meio ambiente e tenho que usar como base esse documentario, Você poderia me ajudar?

    ResponderExcluir